Separamos 4 dicas para uma mudança sem dor de cabeça

07/01/2021

 

Mudar para a casa escolhida, após um bom tempo de pesquisa, negociação e ajustes no orçamento, é o um dos momentos mais esperados por qualquer um, mas nem sempre esse é um processo tranquilo.

É necessário planejar e fazer as escolhas certas, para que assim não aconteça nenhum imprevisto.

Para ajudar nessa etapa tão delicada, mas necessária, separamos quatro dicas de como se mudar sem dor de cabeça. Confira!

 

1. Escolha uma boa empresa de mudança

 

A primeira coisa que deve ser pensada e bem planejada é a escolha de quem vai realizar a mudança em si. Pesquise bem, procure indicações e não deixe de pedir os orçamentos, afinal toda economia é válida, mas tem que valer realmente a pena.

Normalmente existem duas formas de transporte: contratar um frete ou uma transportadora de mudanças.

Os fretes realizam operações de baixo custo, ideais para quem possui pequenas cargas para deslocar, indicado para locomoção entre lugares próximos. No entanto, não costumam embalar os objetos.

Já no caso das transportadoras, são realizadas mudanças de pequeno ou grande porte, com uma equipe para empacotar e mover todos os seus pertences até o caminhão. Aqui você deve informar o que é mais frágil, ou seja, que necessita de mais cuidados.

Mas é aconselhável verificar se existe algum seguro relacionado ao transporte, um contrato com horários de saída e chegada, formas de pagamento, enfim, tudo o que for necessário para garantir que o serviço será bem feito.

Lembre-se também de verificar se no novo local, existem regras de mudança, como dia e hora permitidos para a realização da mesma.

 

2. Desapegue

 

Além de desapegar da casa/apartamento, é hora de repensar se vale a pena manter alguns objetos.

É comum irmos acumulando coisas ao longo do tempo, mas essa é uma oportunidade excelente para se livrar de coisas que não usa mais, que estão ocupando espaço ou mesmo que já passaram do prazo de validade.

É importante reduzir a quantidade de coisas para transportar, então pense bem se tudo o que está na sua frente, realmente será utilizado no novo local.

 

3. Organize as caixas

 

É um erro comum colocar várias coisas dentro das caixas, sem pensar em identificá-las, ou mesmo juntar objetos pertencentes ao mesmo ambiente.

Então procure caixas médias e pequenas, de papelão reforçado. Assim elas não ficam muito pesadas e não vão se desfazer no meio do caminho.

Divididas em menores “porções”, fica mais fácil organizar tudo referente a cada cômodo e/ou finalidade.

Para ajudar nisso, escreva nelas o que há em seu interior, podendo ser de maneira genérica ou específica, e para onde você quer que elas fiquem a partir de agora.

Dessa maneira, é mais viável visualizar e separar tudo, minimizando o montante de caixas se aglomerando em um lugar só.

 

4. Agende o desligamento dos serviços

 

Assim como você, as empresas têm que se planejar para desligar os serviços prestados.

Os prestadores de serviços de água, luz, telefone, gás, internet e vários outros, pedem um prazo para enviar uma equipe, assim como é necessário um tempo para pensar na logística necessária para redirecionar os que você quer manter.

É interessante verificar a disponibilidade delas na sua nova casa, existem condomínios que possuem convênios com operadoras específicas. Então fique atento a isso também.

Curtiu as dicas? Veja mais acessando o nosso site.

loading...
carregando
Atendimento Online

Insira seus dados e inicie uma conversa