Como funciona e o que é o crédito imobiliário

24/03/2020

 

Ter uma casa própria é o sonho de quase todos os brasileiros. Existem diversas alternativas para facilitar a aquisição, construção ou reforma de um imóvel e uma delas é o crédito imobiliário. Entenda mais sobre o assunto, como funciona e o que é e não deixe esse sonho para depois.

 

O que é o crédito imobiliário?

O crédito imobiliário é uma linha de crédito oferecido por instituições financeiras, a fim de proporcionar a compra, construção e reforma de imóveis para as pessoas, sejam imóveis habitacionais ou comerciais, novos ou usados.

De forma prática, o crédito imobiliário consiste em um empréstimo nos bancos para a compra, construção ou reforma de uma casa ou apartamento.

Ele tem como principal objetivo garantir que as pessoas que não têm condições de adquirir a casa própria à vista tenham mais facilidade para o pagamento a partir de parcelamentos integrais ou parciais. Existem dois sistemas de regulamentação do crédito imobiliário no Rio de Janeiro:

- Sistema Financeiro da Habitação (SFH): para imóveis de até R$ 1,5 milhão, que pode ser feito com o uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e com menor taxa de juros;

- Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI): para imóveis acima de R$ 1,5 milhão com prazo máximo para pagamento de 420 meses.

 

Como funciona o crédito imobiliário?

Mas como funciona o crédito imobiliário na prática? Primeiramente, é preciso fazer uma simulação do valor que você pretende pagar, com base na sua renda.

Em seguida, você deve entregar a documentação exigida pelo instituição financeira para comprovar que tem condições de pagar pelas prestações do crédito. O banco vai fazer uma análise de crédito, que é checar as reais condições do cliente.

Entre a documentação comumente exigida, estão cópias e originais de:

- RG;

- CPF;

- Certidão de Casamento, para quem é casado;

- Comprovantes de renda.

No caso de profissionais autônomos e liberais, pode ser necessário extratos bancários para comprovar a renda, ou contratos como aluguel, entre outros.

Depois da confirmação e checagem das informações, o Contrato de Financiamento deve ser assinado e, em seguida, registrado em cartório. Nesse passo, é necessário o pagamento do registro do imóvel e o Imposto de Transmissão de Bens de Imóvel (IBTI), que tem valores que variam por estado e preço do imóvel.

O valor costuma ser liberado para o vendedor no prazo de 5 a 10 dias úteis. Isso significa que o banco vai pagar ao vendedor o valor pedido pelo imóvel e o comprador vai pagar uma mensalidade à instituição financeira. Nossos parceiros para te guiar nesse processo são os bancos Itaú, Caixa, Santander, Bradesco e Inter.

No período estabelecido, o cliente já pode usufruir do bem, mas não tem direito a negociá-lo com terceiros até a quitação da dívida com o banco.

As parcelas costumam ser compostas por:

- Amortização, ou seja, o pagamento do dinheiro emprestado pelo banco;

- Juros;

- Seguro de morte;

- Invalidez permanente;

- Seguro de danos físicos ao imóvel;

- Taxas administrativas.

Confira em nosso site mais informações, como simulação de valores e até as vantagens de assistência jurídica para adquirir o seu crédito imobiliário com os nossos parceiros como o Credimorar e Credipronto. Não deixe o sonho da casa própria para depois!

loading...
carregando
Atendimento Online

Insira seus dados e inicie uma conversa