Quais são os Impostos e taxas na hora da compra de um imóvel?

10/04/2020

 

A felicidade por quem busca e consegue comprar o imóvel desejado é contagiante, porém alguns cuidados devem ser tomados antes de realizar a compra.

Além do valor pago pela casa ou apartamento, alguns impostos incidem sobre a compra, especialmente na hora de realizar a transferência de dono. É fundamental conhecer cada um deles para não ter uma surpresa na hora de fechar o negócio.

Impostos, certidões, escritura e até mesmo reformas são questões fundamentais que devem ser analisadas na hora de realizar a compra. O problema é que, muitas vezes, o comprador não conhece esses valores e taxas e acaba se decepcionando na hora de bater o martelo.

De casas pequenas a imóveis de luxo a venda, todos eles apresentam alguma taxa que vai além do preço anunciado, mas, afinal, quais são esses impostos?

Um dos principais impostos é o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis). É um imposto municipal que é cobrado sempre que há a transferência de imóveis e seu pagamento é de responsabilidade do comprador. O valor que incide sobre o ITBI é de 3% sobre o valor do imóvel, mas pode haver diminuição de acordo com a negociação realizada na compra. Sem esse pagamento, o imóvel não pode ser transferido para o nome do comprador.

A escritura pública é outro documento cuja taxa incide sobre o imóvel. Basicamente a escritura é um contrato de compra e venda redigida em cartório e que deve ser realizada para quem compra o imóvel à vista.

Caso o imóvel seja financiado, esse documento passa a ser emitido pelo banco. A escritura provém de um imposto estadual, portanto seu valor pode variar de acordo com as normas de cada estado.

Para consultar o valor cobrado no seu estado, o ideal é acessar o site do Instituto de Registro Imobiliário do Brasil (IRBI) e procurar pelo link correspondente ao estado em questão.

Após pagar o ITBI, o comprador fica encarregado de registrar o imóvel, esse documento é realizado em cartório e comprova quem é o dono legal do imóvel. Seu valor também pode variar de acordo com o estado.

Além desses impostos, também existe a taxa de cessão de contrato para a compra de um imóvel, mas isso apenas caso o financiador resolva vender o imóvel antes de quitar a dívida. Nesse caso, algumas empresas podem cobrar até 5% do valor do imóvel para repassar a dívida a outro comprador.

Para os apartamentos que estão na planta, existe a taxa cobrada durante a obra, da qual a construtora cobra um valor de 2% sobre o material usado. Já para quem financia, é possível se deparar com o Custo Efetivo Total (CET), que abarca todos os encargos e despesas envolvidos na operação.

Essas são as taxas que o comprador fica encarregado de pagar. É claro que existem diferenças caso o imóvel seja financiado ou comprado à vista. Mas além delas, é importante avaliar muito bem o imóvel antes da aquisição e definir se vai haver reforma ou não.

O ideal é escolher muito bem na hora de fechar a compra, porém, caso haja a necessidade de alguma reforma, é fundamental levar em consideração gastos a mais.

Além disso, é importante registrar todos os custos envolvidos antes mesmo de fechar a compra para evitar estourar o orçamento ou entrar em dívidas por conta dessas despesas à parte. Entre em contato e fale com nossos consultores

loading...
carregando
Atendimento Online

Insira seus dados e inicie uma conversa