O mercado de imóveis de luxo e a retomada do setor imobiliário

27/02/2020

 

 

Em um período de significativa retração, que se estendeu de 2014 à segunda metade de 2018, o mercado imobiliário voltou a crescer, especialmente no que diz respeito aos imóveis de médio e alto padrão. Neste artigo, vamos falar sobre os imóveis de luxo e a retomada do setor imobiliário. Acompanhe conosco.

 

Retomada do mercado imobiliário

 

A crise financeira que assolou o Brasil desde meados de 2012 começou a ser sentida significativamente no mercado imobiliário a partir de 2014, quando as vendas de imóveis caíram e o preço dos bens sofreu retração.

Este encolhimento foi sentido até 2018, quando a queda cessou e o mercado imobiliário dava sinais de um fôlego novo.

Em 2019, o setor teve um bom ano. Informações da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) estimam que a renda gerada por serviços associados ao mercado imobiliário, como compra, locação, construção e incorporação, teve expansão de 20%.

Para o ano de 2020, a expectativa da Associação é de que o setor cresça 30%.

A série histórica do Índice Fipe/Zap, que reúne a variação média do valor dos imóveis nas principais cidades do país, também mostra expectativas de crescimento. O valor de venda de imóveis no Rio de Janeiro, que vinha tendo variações negativas desde maio de 2015, retomou crescimento positivo no mês de fevereiro de 2019.

Para locação de imóveis no Rio, o índice Fipe/Zap variou negativamente de abril de 2015 a janeiro de 2019, mostrando que o mercado imobiliário parou de retrair e começou sua recuperação, a qual se consolida no ano seguinte.

 

Mercado de imóveis de luxo se expande

O crescimento do mercado imobiliário é um sinal de que a economia começou a se recuperar. Mas um segmento do setor imobiliário tem apresentado uma expansão que chega a ser surpreendente: o mercado de imóveis de luxo. O aumento das vendas é tendência na capital fluminense e em todo o país.

Isso pode ser explicado, a princípio, por dois fatores: a recuperação da economia tornou as pessoas mais confiantes. Assim, as famílias estão dispostas a gastar, investir ou até mesmo contrair dívidas para adquirir novos bens. Bens duráveis de alto valor como os imóveis sentem este impacto diretamente.

Outro fator, este diretamente ligado aos imóveis de luxo, está fora do setor imobiliário: a taxa de juros (SELIC) está baixa. Como resultado, investidores têm obtido rendimentos baixos com títulos de dívida pública ou tesouro direto.

Desta forma, muitas destas pessoas estão tirando seu dinheiro do mercado financeiro para investir no setor imobiliário, um investimento considerado seguro e que traz grandes retornos, à medida que o investidor consegue alugar ou vender seus imóveis por um bom valor. Com a demanda por imóveis crescendo, o valor dos bens também aumenta.

A hora de comprar imóveis de luxo para morar ou para alugar é agora. Para o investidor imobiliário, a valorização dos preços significa mais dinheiro no bolso. Por sua vez, quem pretende adquirir imóvel para morar pagará um valor maior se esperar por mais tempo.

Confira nossos imóveis de alto padrão

loading...
carregando
Atendimento Online

Insira seus dados e inicie uma conversa