Passo a passo de como morar sozinho

27/04/2022

 

Morar sozinho é o sonho de muitas pessoas que almejam ter a independência de poder tomar todas as suas decisões. Além disso, esse processo é muito importante para que todos nós possamos nos conhecer melhor, ficando em nossa própria companhia.

Porém, muitas pessoas enfrentam dificuldades em morar sozinhas, pois não sabem por onde começar a planejar. E se você se encaixa nesse grupo, nós estamos aqui para te mostrar que o seu planejamento para viver sozinho não precisa ser tão complicado assim.

Para conferir um passo a passo de como morar sozinho, não deixe de ler o artigo que preparamos sobre o tema!

As finanças precisam de atenção antes de tudo



Antes mesmo de se mudar, se você está pensando em morar sozinho, o primeiro passo a ser tomado é se planejar financeiramente. Por mais que a vontade seja muita, não é possível viver desse jeito sem analisar as suas finanças antes.

O primeiro passo para organizar ela de forma correta é separar os gastos fixos dos variáveis. Os fixos são os essenciais, ou aquelas contas que são pagas todos os meses, mesmo que não sejam, de fato, necessárias para a sua sobrevivência.

Alguns exemplos de contas que se enquadram nesse grupo são as seguintes:

 

  • pagamento de aluguel e parcelas do condomínio;

 

  • contas de água, luz, gás e outros pontos essenciais;

 

  • valor das compras mensais de alimentação;

 

  • pagamento de serviços de streaming, como é o caso da Netflix, por exemplo;

 

  • valor do plano de saúde, além de faculdade e academia, caso faça.

 


Como vemos, alguns dos gastos fixos não são despesas essenciais, porém, são contas mais “fixas”, em que o valor varia pouco. No mais, é importante entender que eles podem se alterar, e você pode promover mudanças de acordo com as suas finanças.

Já os gastos variáveis são aqueles que podem ou não acontecer em um mês, e que o valor sempre varia conforme acontece. Alguns dos gastos que podem ser enquadrados dentro desse grupo são os seguintes:

 

  • compras de roupas e eletrônicos;

 

  • gastos com transporte, como uber e ônibus;

 

  • gastos que envolvem os momentos de lazer.

 


No mais, para que seu objetivo de morar sozinho seja possível, é necessário que o seu salário cubra todos esses gastos. Somente dessa forma, você pode começar a planejar a sua mudança sem passar por qualquer tipo de dificuldade.

Primeiro compre os materiais essenciais



Após verificar se o seu salário é suficiente para morar sozinho, chegou o momento de fazer as compras essenciais. Caso já tenha alguns móveis e eletrodomésticos básicos, melhor ainda, mas, caso não tenha, será necessário fazer a compra.

É importante que você dê prioridade para as ferramentas que são essenciais para a sua sobrevivência, sendo algumas delas:

 

  • geladeira;

 

  • fogão;

 

  • máquina para lavar roupa (o tamanho varia de acordo com o seu poder aquisitivo e necessidade);

 

  • talheres e outros acessórios de cozinha;

 

  • cama, além da roupa para que ela seja utilizada;

 

  • toalhas, cobertores e outros acessórios com a mesma função;

 

  • produtos e acessórios que serão utilizados para a limpeza do local.

 


No mais, esses são os produtos mais básicos para começar a morar sozinho, sendo necessário ter tudo isso para viver confortavelmente. Após a aquisição desses equipamentos, você já pode realizar a compra de outros menos prioritários.

Sofás, micro-ondas e outros acessórios também são muito importantes, porém, não são essenciais para sua sobrevivência. Por isso, podem ser comprados em um segundo momento, caso o seu orçamento ainda não seja grande.

No fim, não deixe de analisar as suas necessidades para conferir o que pode e o que pode não ser comprado nesse momento. Acesse nosso site e fique por dentro dos imóveis para você encontrar seu lar e conquistar sua independência!

loading...
carregando
Atendimento Online

Insira seus dados e inicie uma conversa